Ela tem-me ajudado

No meio de tanta confusão sinto a presença materna de Maria.
Terminei hoje uma seção de um capítulo da tese e admirei-me com a beleza do que havia escrito.
"E Deus viu que a luz era boa" (Gn 1).
Percebo claramente que sou incapaz de escrever a tese. E quando vejo uma luz e consigo escrever, percebo que essa luz é um puro dom gratuito caído do céu.
Maria é aquela mulher-luz (Ap 12), vestida de sol.
Obrigado, Mãe puríssima.

Comentários

Alex Antunes disse…
Bendita seja a Mãe de Deus!

Postagens mais visitadas deste blog

Uma proposta de emenda à Constituição

Curso de extensão em Bioética na Católica de Anápolis

Novena de terços contra o aborto